João Lisboa 13 de Dezembro de 2017

Tamanho da Fonte: A+ | zerar | A-

Prefeitura lança Campanha Municipal de Combate à Violência Contra a Mulher

A violência contra a Mulher deixa muitas marcas, o feminicídio é a pior delas



Com o “Tema o Femincídio é a Pior Delas”, a Prefeitura de João Lisboa, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Departamento da Mulher deu início à Campanha de Combate a Violência Contra a Mulher.

A solenidade de lançamento da campanha aconteceu na manhã desta quinta-feira, (30), no Auditório da Câmara de Vereadores, com a presença de secretários municipais, vereadores, sociedade civil organizada, autoridades políticas e eclesiásticas, da comunidade em geral e da Promotoria.

“A luta pelo fim da violência contra as mulheres deve ser diária e abordada em todos os setores da sociedade”, alerta a Secretária de Assistência Social Maria do Nilson, acrescentando, o quanto é importante todos ficar alerta a pequenas atitudes no cotidiano que levam ao desrespeito à mulher. Disse ainda, que a Campanha João Lisboa pelo fim da Violência contra Mulher tem como objetivo alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a Mulher, incentivando as denuncias de agressão – que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais – e informar sobre os serviços existentes no município, destacou.

“É preciso chamar a atenção para essa questão e convidar toda a sociedade a defender e respeitar a mulher e todos os seus direitos” finalizou.

Para o prefeito Jairo Madeira a campanha é de fundamental importância, para despertar a sociedade joãolisboense para esse problema da violência contra a mulher que está presente cada vez mais nos lares.

“A intenção da participação da Prefeitura e dos grupos nessa campanha é lembrar que a violência contra as mulheres é também, uma violação dos direitos humanos e deve ser combatida diariamente, por toda a sociedade” disse Jairo.

Segundo a coordenadora do Departamento da Mulher Magilda Barros de Sousa, a participação de diversas entidades auxilia e fortalece o movimento criado com a campanha internacional e ajuda a cidade a falar sobre a necessidade de enfrentamento à violência contra mulher. 

“Quando envolvemos todos esses parceiros envolvemos a sociedade civil e o poder público na defesa dos direitos das mulheres e no enfrentamento da violência doméstica. Isso é importante, porque demonstra que muitas instâncias estão preocupadas com essa questão e querem avanços na garantia dos direitos e na execução de políticas públicas”, explicou.

O Delegado de Policia Civil de João Lisboa e palestrante, Dr.Diego Schiavini, disse que a Delegacia de João Lisboa nos últimos anos tem recebido mais ocorrências de violência contra a mulher do que de furtos e roubos.

“O que eu quero dizer com isso, é que existem mais mulheres sendo agredidas no nosso município do que homens e mulheres, crianças e adolescentes sendo vitima de roubos. Mais como devemos combater a violência contra a mulher? Com repressão na delegacia? Não se combate. Agente prende e fazemos os procedimentos legais, mas, combate-se violência contra a mulher ou quem quer que seja, com educação, com conversa” disse o delegado.

O delegado disse ainda que outro ponto importante para se combater a violência contra mulher, é toda a sociedade joãolisboense abraçar essa causa e ficar alerta e não se calar tem que denunciar o agressor, para que ele possa responder pelos seus atos.

 

Programação:

Durante os cinco dias da campanha em João Lisboa, de acordo com Maria do Nilson, a Secretaria de Assistência Social irá promover palestras nas escolas, igrejas, postos de saúde, com debates e reflexão para diferentes formas de agressões e contextos que podem desencadear violências mais graves contra as mulheres.

 

No dia primeiro de dezembro, palestra no CRAS do Bairro Cidade Nova, ás 08h00, da manhã. Dia 04/12, CRAS, do bairro Norte Sul -, dia 05/12, Centro de Convivência em Povoado Bom Lugar, todos no mesmo horário.

Já no dia 06/12, dia de encerramento dos trabalhos, a Secretaria de Assistência Social irá promover uma espécie de Blitz, com o tema “Laço Branco” que simboliza a mobilização dos homens, pelo fim da violência contra a mulher, com distribuição de panfletos com informações sobre o tema e muitas novidades.