Diário Oficial -- João Lisboa 21 de Junho de 2018

Tamanho da Fonte: A+ | zerar | A-

Povoados da Zona Rural de João Lisboa serão beneficiados com o Programa Internet para todos!

A tecnologia oferecerá a todos da zona rural, mais facilidades e acesso ao mundo virtual



Escolas de vários povoados de João Lisboa foram beneficiadas com o programa Internet para Todos, do governo federal, programa que oferece internet gratuita e de alta velocidade. Os povoados; Alto das Palmeiras, Capemba D'água, Lagoa da Cigana, Mussambê e São Raimundo foram beneficiados.

 

O prefeito Jairo Madeira, incansável em buscas de melhorias para a cidade, comemorou mais essa conquista de sua gestão para a cidade. "É um momento impa e de muita alegria para a todos os moradores dos povoados contemplados do nosso município, pois, todos serão beneficiados com internet de qualidade e gratuita, podendo assim ter mais ferramentas de estudo e melhoria na comunicação social" destacou. 

 

Para o secretário de educação Davison Sormanni, a novidade aumenta o poder de comunicação de alunos e moradores que moram em localidades mais distantes, que ainda não tem disponibilidade da tecnologia. "Com essa novidade, os alunos dos povoados contarão com mais uma ferramenta de estudos, podendo assim, ter um contato maior com a internet, realizando pesquisas, bem como os demais moradores poderão está conectados nas novidades diárias dos meios sociais que a internet oferece" observou. 

 

ENTENDA MAIS SOBRE O PROGRAMA 

 

O governo federal lançou  o programa  Política de Inovação Educação Conectada, programa que prevê conectividade na rede de ensino do país. A medida é uma parceria entre os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e pretende universalizar o acesso à internet de alta velocidade nas escolas, a formação de professores para práticas pedagógicas mediadas pelas novas tecnologias e o uso de conteúdos educacionais digitais em sala.

 

Segundo o MEC, a etapa inicial do programa receberá R$ 271 milhões até 2018 e deve atender a 22 mil escolas em todo o país. Desse total, R$ 255,5 milhões serão aplicados na melhoria da infraestrutura e conexão das escolas, o que inclui a ampliação da rede terrestre de banda larga, serviços de conectividade, infraestrutura de wi-fi, compra de dispositivos e aquisição de um satélite de monitoramento.

 

Cerca de R$ 15,5 milhões serão destinados ao financiamento da formação de articuladores locais, construção de plataforma para cursos online e produção de conteúdos específicos. A previsão do Ministério da Educação é que até 2024 todas as escolas do país recebam conexão de alta velocidade.

 

De acordo com ministro da Educação, Mendonça Filho, a medida deve beneficiar 12,8 milhões de alunos, o correspondente a 40% do total de matriculados nos ensinos fundamental e médio.